Quando você acorda feia

Foto: getrefe

Tem dias que simplesmente acordamos feias. Você olha no espelho, bota a mão na cintura e fica pensando no que vai fazer com a sua cara. E quando a cara tá feia, pronto, todo o resto vai ficar. Então, além de ser o dia da feiura, é também o dia em que nenhuma roupa vai ficar legal. 

Lá vai você se maquiar pra tentar melhorar a situação, mas a cada camada de base só piora. Tudo fica demais. Vai colocar um brinco e fica se sentindo a Charlene da família dinossauros. Daí já sai pra rua com aquele humor, né? Louca pra voltar pra casa. E se aparecer uma mulher bonita, aí pronto. Mas deixa eu te dizer, às vezes você acordou linda, mas a partir do momento em que você diz pra si mesma que está feia, tudo vai por água baixo. Sim, sem dúvidas a nossa pele pode não estar irradiante como no dia anterior, às vezes é só isso e a gente transforma numa tempestade em copo d'água. A verdade é que não dá realmente pra ser autoconfiante todos os dias, porque confiança tem a ver com o humor, mas também com o se amar, e nós temos uma péssima mania de só nos amarmos quando estamos nos sentindo bonitas. Quando na verdade temos que nos amar sempre!

Foto: getrefe

De uns tempos pra cá comecei a conversar mais comigo, a ver os meus problemas e entrar em um consenso. Então, quando acordo e me acho desprovida de beleza, logo trato de me animar, reconhecer que aquele não é dos melhores dias, mas que a gente dá um jeito - a gente no caso sou eu comigo mesma. Monto uma playlist com músicas super astral, com mulheres poderosas e vou dançar, jogar o cabelo, incorporar a Britney e, gente, NA HORA você já muda a sua visão, já não se acha tão batoré como meia hora atrás. 

A gente tem que parar de se xingar, de se colocar pra baixo. Eu sei que quando a progressiva vai saindo e você tem que passar chapinha, dá vontade de rasgar tudo, tocar fogo. Sei também que quando olhamos aquelas meninas com um corpo lindo e pra o nosso com aquele bumbum inexistente, dá vontade de chorar, MAS GENTE, a vida é essa, nascemos assim e essa carcaça vai nos acompanhar até a morte. Então, ao invés de ficar com drama, vamos nos educar a gostar e aceitar nosso corpo, rosto, cabelo e a nos cuidar. Não que alguém aqui esteja procurando um namorado, mas você se achando feia e ficando sem se cuidar, só tá perdendo tempo, tá? Porque o que tem de menina por aí que nem é essas Ivete Sangalo toda, mas que SE AMA e corre atrás da sua confiança não é brincadeira. Daí do mesmo jeito que nós quando vamos nos envolver, queremos um cara arrumadinho que se cuida, a gente deve se cuidar e não ficar parecendo um dragão. Então, vamos nos educar e conversar mais com nós mesmas, buscar nosso amor próprio todos os dias, para que assim possamos cuidar de nós e nos motivar a ser sempre seguras de si, tá bom? Como sou a louca da playlist, fiz uma com músicas para você ouvir, fazer uns cover bem loko e jogar esses pensamentos bobos pra bem longe! 

6 comentários

  1. Se tem uma pessoa que aprendeu a sustentar mais a auto estima ao longo dos anos, essa pessoa sou eu. Aprendi a enxergar minhas qualidades no espelho, não apenas meus defeitos. Aprendi a tocar o foda-se quando não me sinto tão bonita.
    Aprendi que aparência não é nada sem inteligência, e que inteligência não é nada sem caráter.
    E em se tratando de namorado, quero distância de quem não me aceitar com pijama, pantufa, cabelo bagunçado e cara de maconheira de manhã, porque meus feriados, férias, e folgas são todos com esse cosplay de espantalho. <3

    Ah: amo muito teu blog e volta e meia interajo com você nas redes sociais, esses dias comecei um blog novo e adoraria ver você por lá. Se gostar, siga, caso contrário, é só ignorar essa parte do comentário.

    http://www.falaaimaluco.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, viu? Ainda falta muito, mas um dia chego lá. Concordo com a parte do namorado porque sou muito assim, amo pijama. ♥ Muito obrigada por sempre voltar ao blog, adoro ver minhas leitoras de anos atrá!

      Excluir
  2. Com certeza Candy, desculpa lhe chamar assim, pois sempre me acostumei com esse nome desde 2009, sempre acompanhei o seu blog e vi a evolução dele e olha 2016, ele ainda se encontra aqui, o seu blog em 2009 foi a minha inspiração para ter o meu primeiro blog, que alias acabei desistindo. Só que agora decidir retornar com outro blog e olha encontrei o seu blog depois de anos. Estou tão feliz, Candy, e esse post me identifica muito. Gostaria de convidar-lhe para visitar o meu blog. Depois de hoje, continuarei acompanhando o seu blog novamente, beijos Candy.

    http://prettywoman-on.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem problema algum, Beatriz, pode chamar de candy sim ♥
      Fico muito grata por ter leitoras de anos, obrigada por sempre que pode aparecer e participar. Que ótimo ter se identificado com o post, foi feito com muito carinho *-*

      Excluir
  3. Oi flor tudo bem? Quanto tempo :). Sumi do mundo do blog estou voltando agora heheh. Seu cantinho esta muito charmoso! Bjuuuuu Ka

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heeey Karinaa, que saudades, muito obrigada!

      Excluir